Capixabas se mudam para montanhas durante isolamento social

Em meio à pandemia, a fuga das cidades turbinou as vendas de residências horizontais no Espírito Santo. No Condomínio Espelho D’Água, loteamento de alto padrão em Domingos Martins, quase não restam casas e os imóveis se valorizam. Segundo Cláudio Chieppe, proprietário do condomínio, muitos compradores estão escolhendo o condomínio como sua residência primária, o que resulta em uma ocupação permanente no interior do estado. E o investimento não é baixo: uma casa no loteamento vale alguns milhões. A seguir, entenda mais sobre a fuga para o interior — o ‘êxodo urbano’ no Espírito Santo.

Ocupação de condomínio em Domingos Martins chega a 100% durante finais de semana

O conceito de residência foi radicalmente transformado em meio à pandemia e ao isolamento social. Segundo o empresário Cláudio Chieppe, do Condomínio Espelho D'Água, em Domingos Martins, "os especialistas entendem que um dos principais fatores que nos ajudam a manter a saúde mental em meio à pandemia é o contato com a natureza".

Essa percepção de valor em residências mais amplas e em contato com a natureza aumentou a saída das famílias das residências mais compactas da Grande Vitória. Chieppe afirma que isso se refletiu em uma demanda recorde no Espelho D'Água, loteamento de alto padrão com 86 quintas e 570 mil m2 em Domingos Martins.

"Nunca tivemos uma demanda tão grande em cerca de uma década trabalhando no Espelho D'água. As visitas são cada vez mais frequentes e objetivas, dado que muitos buscam Domingos Martins como a primeira casa, não apenas para fins de semana”.

“Pessoalmente, minha residência na Grande Vitória já se tornou secundária”. Para Cláudio, a prova disso é que a ocupação nos finais de semana antes da pandemia era 60% — e hoje é praticamente 100%.

Espelho D'Água se destaca por lazer e contato com a natureza

O consultor imobiliário Kleverson Passos, avalia que um dos principais atrativos de condomínios de casas com mais espaço é o lazer para as crianças “Famílias que moram em bairros como a Praia do canto têm a comodidade de localização. Mas como não temos previsão de retornar à vida normal, a proximidade não se torna algo tão valioso. Assim, os pais passam a valorizar espaços em que os filhos tenham liberdade para aproveitar o lazer.”

Ele ainda destaca que além da comodidade, o Espelho D’Água vem se consolidando como marco arquitetônico. “A proposta do condomínio envolve imóveis de alto padrão e um respeito à natureza, onde há uma integração dos projetos à topografia do terreno.”

Atualmente, casas de luxo do Espelho D’Água com vista privilegiada e integradas à infraestrutura de ponta podem ir da casa de R$ 2 milhões a mais de R$ 4 milhões. “Ainda assim, faltam imóveis para vender, destaca Kleverson Passos.

Já o consultor imobiliário Luiz Henrique Stanger compara que o condomínio residencial capixaba se aproxima dos luxuosos condomínios paulistas. “O Espelho D’Água lembra muito o estilo da luxuosa Fazenda Boa Vista, no estado de São Paulo, com amplo lazer, paisagismo de alto padrão, fácil acesso e casas com excelente posicionamento em relação a sol e privacidade”, encerra.